JurassiCombo 37 – O Final

Postado por miotti - 15 de agosto de 2016

jurassicombo_37

E tudo que começa, termina. Calavera, MiottiBrunão, Melina e Ihasmin trazem pra você o último programa do site. Mas por favor, ouçam até o final.

Duração: 86min
Edição: Brunão

  • Wallace Rodrigues Souza

    Estou chorando como criança ouvindo isso. Vai deixar mais que saudades Calavera. eu nem tenho palavras pra expressar o quanto doí escutar esse programa 🙁

  • Raul Mendonça Siqueira

    nossa, que triste… eu não entendo o pq do hate em cima do Calavera, mas enfim… gosto muito do trabalho de vocês, pois vocês são o podcasters mais autênticos da internet brasileira: sem personagens e sem falsidade. por mais desbocados que vocês fossem, nunca foram verbalmente agressivos.
    Felicidades pra você Calavera e que o Brunão e o Miotti tenham bastante sucesso no novo formato.

  • Thiago M. Cezimbra

    Também estou
    triste. Mas eu entendo, do fundo do coração, essa decisão do Calavera.
    Calavera, não esquenta com os haters ou com idiotas da internet que não
    conhecem a palavra INTERPRETAÇÃO, seja de textos, seja do que é dito em
    um ‘simples’ podcast. Sei que falo em nome da maioria dos fãs do JC que
    vais deixar saudade, mas vá em frente em sua vida, cuide de sua família
    que no fim é o que realmente importa. Seja feliz e saiba que pra cada
    hater que vc conseguiu na net, ao menos uns cinco amigos de coração vc
    arranjou. E volte um dia, nem que seja com um pseudônimo, hehehe. Já
    Miotti e Brunão, sejam felizes e tenham sucesso com o novo formato,
    saibam que onde vcs estiverem, lá estarei junto, pq vcs são fodas. Um
    grande abraço desse fã mala, que raramente lhes escreve, mas que podem
    apostar, está sempre baixando, ouvindo e vendo os vídeos do canal.

  • Roberto Castelo Branco

    Amigos Jurássicos Rodrigo, Brunão, Miotti, e às que chegaram depois Melina e Ihasmim;
    Pode ser que vocês não tenham atingido tantas pessoas vocês gostariam com o Jurassicast, mas tenham certeza que vocês tocaram a vida de muitas, inclusive eu, obrigado mesmo por tudo pessoal, obrigado ao Calaveira se expor e dar suas opiniões sem filtro e assim permitir que eu me sentisse próximo à você enquanto lhe escutava; o grande diferencial do Jurassicast sempre foi esse clima despretensioso e informal que nos fazem sentir entre amigos batendo papo… sendo um de vocês.
    Vivi a jornada Jurassicast, curti demais, e agora lhes agradeço (muito, muito obrigado). Rodrigo lhe desejo sorte em sua caminhada espero que encontre realização e felicidade; Brunão e Miotti… vocês podem até ir embora, mas eu vou junto!
    Caras, resumindo tudo o que disse, lembrem da cena final de Sociedade dos Poetas Mortos, onde Robin Williams está saindo da sala de aula e o Ethan Hawke sobe na mesa e é acompanhado por alguns (poucos que também foram tocados naquela jornada) e diz: “oh capitan, my capitan!”. Digo a vocês agora: oh capitan, my capitan!

  • João Paulo Simões

    Poxa uma pena mesmo, vai fazer muita falta a opinião acida e sempre consistente do Calavera, fico realmente triste, sempre gostei muito do trabalho de vocês e espero do fundo do meu coração que um dia você possa voltar talvez em um momento mais civilizado da internet.

    Boa sorte a todos nos caminhos que escolherem… vocês são demais…

  • Clayton Miranda

    Minhas segundas-feriras jamais serão as mesmas 🙁

  • Gente, eu mandei meu e-mail e ele foi lido no programa, então não vou me alongar aqui. Deixo meu comentário para quem gosta do pessoal. Deem chance ao Refil, o trabalho dos caras é bom, é um proposta nova e precisam do nosso apoio. Ouçam primeiro antes de tirar conclusões precipitadas.

    Outra dica, virem patrões do pessoal, o grupo do Telegram é uma das melhores coisas feitas por eles e não vão se arrepender.

    Sucesso ao Refil, abraço Rodrigo e até mais.

  • Felipe Bezerra

    Caramba, essa noticia deixou a segunda mais merda do que já costuma ser… Triste, a impressão que dá é a mesma da perda de um amigo. Enfim, obrigado ao Calavera pelos momentos de alegria e discordância causados durante esses anos.
    Brunão e Miotti, achei muito corajoso e principalmente respeitoso com o Calavera e o seu público, encerrarem esta etapa e iniciarem outra. Seria muito mais “facil” seguirem com o projeto, mesmo ele perdendo a “identidade”(Que são os tres juntos). Certamente acompanharei nessa nova jornada e confio muito no que vem por aí.
    Jurrasicast vai ficar no nosso coração e já vou armazenar os melhores para quando quiser ouvi-los novamente.

    Abs e Sucesso a Todos.

    Ps: A edição do cast hj judiou. Olhos suados até agora.

    • patricia andrade

      Concordo que foi muito corajoso da parte de Brunão e Miotti encerrarem as atividades do site, isso mostra o quão importante o Calavera era para o trio e como vcs dois o consideram. E isso só demonstra o quanto todos são merecedores de sucesso.
      E EU DESEJO GENTILMENTE AOS QUE DESANIMARAM O CALAVERA QUE ELES TOMEM UM CHÁ DE SUMIÇO DA VIDA DELE OU EU VOU SER OBRIGADA A MANDAR ELES TOMAREM NAQUELE LUGAR.

  • Moisés Benicio

    Poxa, me pegou de surpresa. Não estava preparado pra isso. Meu podcast de cinema preferido….
    Realmente o Jurassicast sem Miotti, Brunão e Calavera não faria mais sentido. Mas entendo. Não gostaria de ser atacado direto por gente me julgando que nem ao menos me conhece. Calavera, toda a sorte e sucesso do mundo para você.
    Miotti e Brunão, tamo junto!!

  • Rafael Correia

    A cada dia que passa eu sinto mais nojo dessa ideologia porca e de seus papagaios vomitando suas generalizações e vitimismos…

    O feminismo é um verdadeiro câncer… Uma doença fundamentada em uma pilha de mentiras e que propaga o ódio e a degradação moral enquanto se esconde atrás de uma bandeira bonita.

    Escuto Jurassicast há anos, quase nunca ouço no lançamento, mas sempre ouço, e de fato o programa sem o Calavera não seria Jurassicast…

    Sinceramente gostaria muito que vocês enfiassem os dois pés no peito desse povo imundo e os ignorassem continuando com esse excelente trabalho…É a segunda vez que um programa de vocês me deixa profundamente triste, sinto como se tivesse perdido um amigo…

    Desejo muita sorte a todos vocês, vou continuar acompanhando os seus projetos enquanto for possível… Ao Calavera só posso dizer muito obrigado, você me fez rir muito durante todo esse tempo e foi um verdadeiro amigo, embora nunca tenhamos nos conhecido, te desejo muita felicidade irmão.

    • Presidente Exumador

      Ignorância e preconceito andam juntos e vivem em regime de simbiose com seu portador.

      • Rafael Correia

        Concordo plenamente, és um perfeito exemplo disso.

    • patricia andrade

      Concordo com vc Rafael o Feminismo é um câncer maligno que infectou a cabeça de muitas mulheres, vejo adolescentes sendo manipuladas politicamente para propagar ideais falsos e oportunistas e tenho nojo dessas cabeças que estão por trás disso. De nenhuma forma elas me representam. Eu acredito que ambos os sexos devem ser respeitados e nenhum deles ridicularizado e o cinema sempre tendencia as coisas para os estereótipos sejam eles sexistas ou feminazis qualquer um deles é preconceito sim !!!

      • Rafael Correia

        Sim, o feminismo, assim como os demais movimentos sociais, é um movimento político criado e disseminado em todo o mundo pela esquerda com o objetivo de “dividir para conquistar”…

        Para isso se faz necessário deturpar e destruir todas as amarras morais que delimitam uma sociedade, desconstruindo seus conceitos e relativizando tudo…

        Então vemos uma sociedade em que a seletividade permite a um homem branco, rico e “digno” de todos os ridículos rótulos criados por esses movimentos asquerosos, escarrar no rosto de uma mulher ou fazer piadas sobre estupro, pois ainda assim será defendido…

        Já aqueles que não compactuam com suas pautas sempre serão perseguidos e rotulados independente da sua conduta.

        Esse movimento extremamente intolerante, que “luta pela tolerância”, imputa uma série de constantes acusações a todos os que pensam de forma diferente, fazendo com que, ainda que certos, se sintam culpados e propensos a ceder às suas distorções, se não por convencimento, por medo da perseguição, da exclusão e do todo o tipo de perda que ela pode gerar.

        Ainda assim é perceptível que um grande número de pessoas não concorda com essa aberração, são aqueles que possuem e mantém em seu cerne ao menos um mínimo código de conduta moral, normalmente influenciados por suas religiões, por isso elas passaram a ser perseguidas e ridicularizadas, fazendo com que o ateísmo entrasse em moda.

        Visto o alcance das religiões, sobretudo das cristãs, se faz óbvio a existência de uma maioria conservadora, que abomina este lixo, que acredita em valores absolutos, que, ainda que pareça vantajoso, não apoia o que vai de encontro ao certo.

        Infelizmente somos uma maioria calada e o que aconteceu ao Jurassicast é um exemplo disso, certamente o número de downloads dos programas sempre foi muito maior do que o número de comentários negativos e durante todos esses anos o Calavera deve ter angariado uma quantidade de pessoas que gostam dele muito maior do que das que o “odeiam”, mas as que o “odeiam” fazem muito barulho, enquanto nós ficamos calados… Esse tipo de coisa acontece com frequência e nas mais variadas situações do nosso cotidiano.

        Esse pacifismo, exigido pelo câncer conhecido como “politicamente correto”, deve acabar ou continuaremos afundando nesse mar de merda… A cada nova geração de alienados doutrinados nosso mundo fica mais podre e se isso continuar acabará composto por escravos, de pensamentos e comportamentos padronizados…

        • Júnior Souza

          Desculpa só estar lendo isso agora. Só pude ouvir o programa hoje e gostaria de te dar os parabéns por tudo que vc explicou aí sobre o marxismo cultural (que sim, foi pensado e idealizado para dominar através de ideologias impostas através do tempo).
          Infelizmente muita gente consegue sentir tudo isso que vc explicou mas não consegue nem dar nome “aos bois”.
          Esse “politicamente correto” está acabando com o mundo, deturpando valores e condenando a todos que ousem pensar diferente.

          • Rafael Correia

            Obrigado rapaz e desculpe a demora também, só agora vi tua resposta.

            Descrever e dar nome aos bois está cada vez mais difícil, porque até mesmo o significado das palavras foram distorcidos com o passar do tempo… Tudo foi arquitetado e executado de tal forma a causar essa confusão mental e com isso a submissão.

            Por isso existem muitas pessoas boas, que desejam realmente fazer o que é correto e justo, defendendo e propagando esse mal… A manipulação é tamanha que as impede de enxergar todas as contradições, imoralidades e irracionalidades das posições que tomam.

            Cabe a nós alertar aqueles que estão se comportando como gado, mesmo correndo o risco de sermos atacados pela manada… É um trabalho lento e difícil, mas se cada um de nós conseguir libertar alguém desse caos já será uma vitória imensa. Este é o único jeito de combater efetivamente essa doença.

          • Paulo Roberto Galliac

            Rafael correia é exemplo perfeito de eleitor de Bolsonaro da vida. Usou até apelo idiota da Escola “Sem Partido”. Alias com um apelo anticomunista típico de um analfabeto político ou fanático Macarthista ou Nazista. Inclusive muitos anticomunistas eram nazistas para os “desinformados”. A doutrinação na sua cabeça vazia só é pela esquerda, mas esqueceu que fala português e não tupi guarani, provavelmente teve cultura cristã e não xamanista e vive da mídia mainstream de um cartel de oligopólio. Na sua ilusão acha que só a política doutrina. O ponto da verdade é posta o que quer, logo vai ler o que não quer. Lei de causa e efeito. Logo se é um reacionário ou opiniões preconceituosas. Vai colher exatamente isso. Supere.

          • Rafael Correia

            Uma enxurrada de ataques sem qualquer argumentação, distorções e atribuições mentirosas.

            Um analfabeto funcional me chamando de analfabeto político.

            Paulo Roberto Galliac é exemplo perfeito do que falei acima…

            Por pessoas como você eu sinto nojo.

  • Igor Fernandes

    Há algum tempo percebi que o clima do programa não era mais o mesmo, o Jurassicast não estava tão engraçado e pirado como antes, porém não sabia que o motivo era esse, embora o Calavera sempre reclamasse (as vezes com motivo) dos haters. Por esse “clima” o Jurassicast que sempre esteve no top 3 dos meus podcasts preferidos caiu muito, ficando no top 10 ou 15 rs. Agora com energia renovada e outro nome (embora esse nome seja meio nhé rs) acredito que vocês vão voltar a realizar podcasts incríveis como os do Rocky!
    Obrigado Calavera, não concordo com a maioria das suas opiniões mas você contribuiu muito para o Jurassicast, de uns 2 anos pra cá estava cada vez mais rabugento mas sempre foi um grande Host!
    Obrigado Brunão e Miotti, eu queria assinar o feed do Refil logo! Avisem quando for possível!

  • Simões Neto

    Não me lembro exatamente como cheguei ao jurassicast, mas o episódio que me conquistou foi o Jurassicast 01 – Aprendendo a Rir com Apertem os cintos que o piloto sumiu. Desde esse dia (que não sei quando foi) o podcast se tornou parte da minha diversão semanal. Um ponto que chamou minha atenção no Jurassicast foi interação com os dubladores, vários atores que só conhecia a voz, criaram rostos e personalidades que me cativaram e aumentaram minha admiração.
    Outra coisa muito importante, foi quando virei “patrão” e fui adcionado no grupo dos patrões do jurassicast. Conheci novas pessoas num ambiente virtual muito amigável.
    Mas tudo que tem um começo, tem um fim. E agradeço muito a todos pelas experiências agradáveis. Cala… quer dizer Rodrigo, agradeço por todos os momentos que você me fez rir e também me emocionar quando você resolvia abrir seu coração. Entendo e respeito sua escolha. Espero que você encontre sua paz fora da internet. Sei que você não lerá isso e, provavelmente, pouco importa minha opinião mas desejo tudo de melhor para o seu novo caminho.

    Ao Refil, repito minhas palavras: desejo sucesso e sempre estaremos juntos. Rumo a novos bons momentos!

  • Fala galera do JurassiCast!
    Calavera, te entendo perfeitamente, num nível muito, mas muito menor, eu também tive de “abandonar” a podosfera e me afastar da produção de conteúdo, e sei como dói deixar pra trás um projeto, negócio, que foi trabalhado por tanto tempo e ainda tem a questão dos hatters que não entenderam o seu jeitão de falar, debochado, zuero, e ficaram nesse mimimi ai de internet, é uma pena, eu gosto muito do jeito que você conduz os programas, principalmente quando falava sobre o seu trabalho. Mas é a vida, bola pra frente, quem sabe no futuro você possa aparecer como convidado nas novas atrações.
    Brunão e Miotti, estamos com vocês, eu tive um leve desentendimento com o Miotti ano passado por conta de gravação que combinamos e não pude participar por conta de alguns problemas, mas espero deixarmos pra trás isso. Contem comigo para o que precisarem e aguardamos ansiosos as novas atrações do Refil (o nome não é la aquela coisa mas a gente se acostuma, de qualquer maneira original). Sucesso pra vocês, tenho certeza que se continuarem com a qualidade da produção atual será excelente como sempre.
    E pra concluir, muito obrigado pelo ótimos episódios do Jurassicast, ultimamente eu andava meio desgostoso com o programa por conta dos live, que é ruim de ouvir sem assistir o filme, mas tudo que trouxeram valeu a pena, me diverti muito com vocês, me informei muito com vocês, me empolguei muito com vocês, chorei um pouco com vocês.
    Obrigado Jurassicast!

  • Gostaria de dizer que fui dormir 5 hrs da manhã depois de ouvir esse programa.
    Fico muito triste ao saber dessa notícia, mas feliz de que Rodrigo e os outros integrantes continuarão a fazer aquilo que lhes dão prazer. Infelizmente a atitude de algumas pessoas faz com que coisas legais acabem.
    Enfim, pensei em escrever um texto muito grande sobre essa situação toda, mas notei que muita coisa já foi dita por outras pessoas, então faço das palavras delas as minhas.
    Vou deixar apenas que, conheci o Jurassicast no primeiro ano da faculdade, no começo do programa em 2012 quando fizeram o evento do De Volta Para o Futuro por causa do Leo Lopes. Quase todos os dias ia de casa/trabalho/faculdade a pé só para ouvir podcasts (uns 10km por dia) sendo que quando tinha Jurassicast eu fazia questão disso, pois vocês são demais.
    Tenham certeza que e o Jurassicast foi uma terapia e algo que vou lembrar com muito carinho, pois foi um dos podcasts que mais marcaram esse período da minha vida. Rodrigo é parte fundamental disso.
    De novo, obrigado. E que o projeto Refil seja tão grande ou maior do que o Jurassicast, do seu próprio jeito, é claro.
    Miotti, Brunão, Ihasmin, Melina e outros, obrigado tudo e até breve.
    Atenciosamente,
    João Ricardo Alves de Paula

  • Ah, lembrei que ganhei um DVD do Top Secret ao responder uma questão com um desenho: “Como você ordenharia o Calaveira?”.
    Quando chegou e fui assistir com um amigo com pizza no escritorio da empresa, ele odiou o filme. Eu adorei. =D
    Desenho: http://twitpic.com/cmsdqe
    DVD: http://twitpic.com/cx0404

  • A unica coisa que me segurava aqui está indo embora, é meus amigos… A era dos homens acabou e agora começa a era dos orcs.

    • Timothy Daltonico 2.0

      Agora começa a era dos mimizentos e dos revolucionários de facebook., caro Sombrio. O bom é quando só sobrarem eles, e começarem a ter que lidar uns com os outros. Cleo Pires já está sentindo. kkkkk. Toma trouxa.

  • Calavera, você fez muito pelo Jurassicast. Vá em paz correr atrás de sua vida pessoal com a certeza de que cumpriu seu papel com louvor. Esqueça os haters, esses não merecem um segundo de sua atenção.

    Abração e muito obrigado por todos os momentos em que nos fez rir com suas piadas e humor únicos.

  • NapoliThanos

    Uma pena, eu curtia as lives dos filmes.

  • Willian Spengler

    Acompanhei desde a primeira edição.
    Curtia bastante.
    Força e Honra!

  • Lucasbp

    Sempre gostei do Calavera, sem dúvida um dos melhores hosts da podosfera!

    Continuarei acompanhando Brunão/Miotti/Ihasmin/Melina nos futuros projetos.

  • Já fui ouvinte do Jurassicast, ouvi quase todos os podcasts, eu gostava bastante mas realmente eu discordava da opinião do Calaveira sobre diversas coisas, mas não era um “hater”, e acredito não ter vindo aqui no site o criticar ele diretamente. Acabei deixando de acompanhar o programa depois de uma breve discussão no twitter, fiquei bastante decepcionado com a atitude e a postura do cara e por isso parei de ouvir o Jurassicast. Jamais desejei que ele saísse do programa ou que o próprio acabasse, na verdade eu nem sabia que existia essa “perseguição” com o Cavaleira.
    É complicado, mas apesar de tudo não desejo nada de mal pro cara, felicidade ai pra ele, boa sorte nos futuros projetos.

  • Diogo Lopes Bastos

    Esse podcast com toda a certeza foi um dos mais emocionantes e pessoais que vocês já fizeram (mais até que o do Rocky), consigo entender os motivos que fazem o Calavera sair desse meio, ele conseguiu me fazer rir, chorar e ficar bravo com ele, mas sempre procurei respeitar a sua opinião.
    Acabei conhecendo o podcast de vocês quando participaram do Radiofobia onde falaram das suas vidas e do Jurassicast que estava bem no inicio, comecei a escutar os antigos e os novos que eram lançados, notava-se claramente uma evolução no trabalho de vocês. O Jurassicast foi um dos poucos podcasts que sentia vontade de comentar e foi o único que mandei emails, vocês me ajudaram em muitos momentos da minha vida, principalmente quando estava com depressão em 2014, posso garantir que conseguiram deixar a sua marca no mundo do podcast e no coração de muitos fãs.
    Desejo toda a sorte do mundo ao Brunão, Miotti, Melina e Ihasmin nessa nova fase da vida que pretendo acompanhar tanto em vídeo quanto podcast, para o Rodrigo desejo tudo de bom para a ele e sua família.
    Muito obrigado por tudo e o Jurassicast pode estar sendo extinto, mas nunca será esquecido.

  • victor

    Agradeço a todos vocês pelo excelente momentos que tive consumido esse ótimo conteúdo, foi bem difícil ouvir a palavra fim. E o Calaveira, só quero desejar força, ri muito com ele todos esses anos, e a vida é infelizmente assim, idiotas que se usam o anonimato para expor o que é de pior. Desejo muito sucesso nesse novo projeto.
    Obrigado por tudo.

  • Marcos Valverde

    Apenas lembrem-se que os justiceiros sociais de Internet, apoiados nessas ideologias de m* como o feminismo e outros ismos, e é que deram fim ao melhor podcast da atualidade e dos últimos anos no Brasil.

    • Catena Hernandez. Nada demodê.

      Claro. Eles foram vítimas dessa galera chata que só pensa em respeitar o diferente. Que merda né cara?

      • Alan Gonçalves

        Hahahahahahahahahahahaha “respeitar o diferente”! Qualquer um que se opõe ou não adere a ideologia desse povo é tratado como lixo, não seja hipócrita meu caro.

        • Catena Hernandez. Nada demodê.

          Quem trata os outros como lixo através de xingamentos ou piadas preconceituosas merece ser criticado. Os mais inteligentes vão analisar as criticas e tentar se ajustar à realidade os que se acham cheios de personalidade e que não devem mudar, afinal machinhos não mudam, irão entrar em reclusão por vontade própria.

          • Alan Gonçalves

            Se ajustar a realidade que lhe convém não é? Já que a visão destes é a única válida. O Calavera nunca xingou ninguém, ao contrário, sempre respeitou muito as pessoas (como é claramente perceptível nos relatos citados nos programas), mas para os ignorantes até um rangido é um discurso de ódio, não reconhecem uma piada pois não possuem bom senso o bastante para enxergar o mundo além do maniqueísmo, e continuarão achando que é uma crítica tratar como lixo os que não concordam com suas opiniões, o que é deplorável.

  • Henrique Santos

    Gente, o Calavera era sem sombra de dúvidas o destaque positivo do
    Jurassicast, tô bem triste com esse afastamento, o humor do Rodrigo
    sempre foi para mim um alívio desse politicamente chato que assola o
    mundo dos inteligentinhos, que provavelmente foram os autores de vários
    hater rages que ajudaram a encher o saco do Calavera. Então eu desejo
    todo o sucesso do mundo pro Rodrigo na carreira, na família e afins,
    quem sabe se um dia ele não aparece pra dar um oi em algum vídeo ou
    podcast. E com o calar do Calavera os covardes falastrões da internet
    saem com um gostinho babaca de vitória… aiai. Até a vista Calavera!!

  • patricia andrade

    Boa noite meus queridos,meus AMADOS Calavera, Miotti e Brunão
    Que soco no estômago!!!
    Vamos lá tenho que continuar daqui.Não vou conseguir dormir. Já começo dizendo que vou apoiar vocês com o novo projeto mas aqui venho lamentar, não há nada comparável para definir o que sinto agora. Foi um prazer para mim usufruir do Jurassicast e agradeço muito a vocês todos por isso.
    Agora acabei de ouvir o programa e só posso dizer OBRIGADA ao Calavera por ainda esticar sua saída e suportar tudo o que suportou INJUSTAMENTE. Realmente eu compreendo que Jurassicast só é JURASSICAST com os 3 integrantes juntos pois vcs se completam nesse contexto e fico feliz que o Miotti e o Brunão continuem com o PORTAL REFIL pois vcs só acrescentam na internet e não me abandonam no fim das contas.
    Infelizmente o que eu temia aconteceu ao meu site favorito.
    Nunca mais vou ouvirI BOMMM DIAAAAA INTERNÉÉÉTICOOS !!!!!!!!
    Agora para o Calavera só desejo o melhor e muita felicidade e claro RESPEITO sua decisão, sentirei MMUUUIIITTTOO sua falta na internet pois vc é ÚNICO obrigada novamente por viver esse sonho conosco os seus eternos INTERNÉTICOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Já vou procurar pelo PORTAL REFIL
    Rodrigo Silveira ,Leonardo Miotti ,Bruno Laganà Obrigada, obrigada e obrigada.

    UM GRANDE BEIJO

    ASS: PATRÍCIA MARIANO ANDRADE FÃ DO JURASSICAST FOREVER !!!!

  • É realmente uma pena um podcast tão antigo e de qualidade tão boa terminar assim. Há muito tempo tenho me divertido com vcs e suas opiniões sobre filmes e etc. Nunca comentava ou interagia, mas há anos não deixo de ouvir um.
    Confesso que algumas piadas do Calavera me incomodavam, especialmente as que envolviam as mulheres e sexo. Nós todos que nascemos nos anos 80 (ou antes) não estamos acostumados com esse “bom-mocismo” atual. Isso que chamam de “politicamente correto”. Vários de nós, adultos que viam Trapalhões, Chaves e etc, aonde piadas racistas e bullying são de praxe, tivemos um trabalho grande de mudar a nossa postura ao expressar nossas opiniões na internet. Mais do que isso: Tivemos que repensar nossas opiniões.
    Alguns dizem que tudo isso é “#mimimi” e negativo, mas penso que isso é reflexo de uma sociedade mais crítica e racional.
    De repente faltou ao nosso amigo Calavera puxar um pouco o freio nas piadas, pensar se algum grupo não iria de ofender. A internet é assim hoje. Felizmente, ouso afirmar.
    Parabéns por tudo! Mais ainda pelas entrevistas com os dubladores. Tenho certeza que muitos deles se sentiram amados e prestigiados.
    Mioti, Brunão, Melina e Ihasmin: Bola pra frente.
    Cavalera, obrigado pelas risadas.

  • Catena Hernandez. Nada demodê.

    Uma pena chegar ao fim. Mas a vida é assim, se vc não se adapta aos novos tempos. Se vc se define como uma rocha imutável contra novas ideias e pensamentos o final é mesmo triste e frustrante.

    Boa sorte ao novo projeto.

    • Timothy Daltonico 2.0

      Desculpe se nem todo mundo gosta de seguir um playboy barbudinho classe média que adora usar a boa e velha tática da igreja de incutir a culpa nas pessoas e com isso arrancar uma grana de garotinhos influenciáveis.

      • Catena Hernandez. Nada demodê.

        Mas é claro. Os garotos do falecido podcast, falecido por culpa exclusiva deles, são garotos da periferia. Pessoas que devem sofrer muito preconceito. Cara, se o Anticast, IvanCast, como vc prefere chamar, faz tanto sucesso e é um case em arrecadação de patronato entre os podcasts brasileiros é apenas mérito deles. A qualidade de todos os projetos do grupo Anticast tem uma qualidade impar. Os caras conseguem pegar um filme merda como o da Malévola e analisar de uma forma bem interessante. Conseguem ter olhar crítico em cima do maior grupo nerd do País e mesmo assim não perdem audiência, pelo contrário, apenas uma alfinetada do ressentido Azhagal no último programa sobre Oriente Médio q fizeram, a presença do Ivan iria agregar muito mais aquele programa que foi um tanto raso.

        Sobre as igrejas ganharem dinheiro dos fiéis, quem é vc pra julgar? As pessoas não são tão idiotas como vc pensa. Quem frequenta e dá dinheiro para igrejas está tendo de volta algo, nem que seja uma palavra de motivação. Se vc critica esse tipo de coisa é bom tbm criticar o Geração de Valor e o site de “Curso” deles, que nada mais é que pessoas ricas falando como ficaram ricas explorando seus funcionários e usando e abusando da mais-valia, sugando até o tutano. E pra vc ver q o povo não é tão idiota é só ver o caso da famigerada Bel Pesce e seu projeto de lanchonete q tá dando a falar do lado negativo.

        Se vc quer ser uma rocha, imutável como o Calaveira é um problema só seu, não culpe quem o criticou, ele mereceu esse tipo de lição, se ele não quer evoluir com isso, sinto muito. É um problema dele com ele e acho q deveria conversar com seu supervisor clínico, de verdade.

        Beijo.

    • Alan Gonçalves

      Catena, você é só mais um que sempre reclamou do cast, todos os seus comentários são apenas hate, sinceramente é uma grande hipocrisia sua não ter deixado de ouvir o podcast e vir aqui na despedida do Calavera escrever este tipo de comentário. É curioso e ao mesmo tempo patético o fato de alguém sempre ouvir e assistir algo que não gosta, simplesmente para exaltar seu intelecto infantil criticando os outros.

      • Catena Hernandez. Nada demodê.

        Bem, ñ vou perder meu tempo mostrando pra vc os comentários que em alguns casts até apoiei o famigerado Calaveira, o de Star Wars, por exemplo, que ele foi execrado por um motivo bobo, ele fez piada com a qualidade do filme, em alguns ele conseguia acertar o tom das piadas, mas nesse último ele fez um discurso, no mínimo misógino, se vc reparar até algumas integrantes do cast curtiram comentários feitos por pessoas que pensaram como eu. Rolou até textão de pessoas próximas a ele falando sobre as cagadas palavras que ele soltou nesse programa.

        E quem disse que não gosto? Em q momento eu disse que não gosto? Quem critica é pq odeia? Essa merda de geração ovomaltine que acha q quem critica é hate é mesmo uma merda, quer beijos na bochecha cria o conteúdo para sua mãe ou avó, que mesmo ruim vc vai ganhar um beliscão em sua gorda bochecha rosada.

        Parabéns por ter um intelecto tão evoluído, percebo em seus comentários apenas uma repetição de discurso, independente das respostas vc aplica os mesmos gatilhos mentais.

        Parabéns.

        • Alan Gonçalves

          Bastou ser contrariado e já começou a rotular as pessoas, então que dizer que qualquer opinião que divirja da sua provém de uma criança? Isso só ressalta mais a sua infantilidade. Em nenhum momento eu disse que as pessoas não devam criticar, críticas são sempre bem vindas (desde que essas sejam cronstrutivas), mas acredito que se um indivíduo crítica constantemente algo, este por sua vez não deve insistir neste algo, porque logicamente o defeito em questão não irá mudar, mas você não compreende isso né? Acha que as coisas devem moldar-se à sua opinião.
          Aliás, muito boa sua análise sobre mim, em todo o tempo de conta escrevi quatro comentários (dois em resposta a você) e você diz que repito o mesmo discurso, estratégia bem ignorante a sua, já que seus comentários (com quantidade bem maior) não divergem muito entre si, e não venha dizer que você gostava do programa só porque elogiou um ou outro episódio, isso não tem fundamento.

          • Presidente Exumador

            Credo. O Jurassicast virou o Anticast Reverso, tem reaça pra caralho aqui…

  • Gutenberg L. Santos

    Só quem acompanha de perto a dedicação que essa galera tinha pelo projeto Jurassicast é que entende o quanto essa foi uma difícil decisão. Então, só me resta agradecer enormemente por todo esse tempo em que nos proporcionaram tantas risadas, informações, alegrias e até mesmo lágrimas. Agora é seguir em frente no novo projeto, o Portal Refil, que tenho certeza, a equipe fará com a costumeira garra. E eu, como público fiel, estarei lá, aplaudindo, apoiando, criticando, mas, acima de tudo, respeitando o amor e o profissionalismo que Miotti, Brunão, Melina, Ihasmin, Artur, Xaxá, Coruja e quem sabe mais virá no futuro, nos entregarão!
    Calavera fará muita falta aos INTERNÉTICOS! Rodrigo Silveira, se você algum dia ler isso, saiba que desejo de todo meu coração muita paz e felicidade à você e sua família!

    Obrigado por tudo Jurassicast!!!
    Refil, seja bem vindo!!!

  • Renato Santos

    Muito triste isso (voz do gugu)

  • Auridian

    Pessoal, sou um ouvinte super casual do Jurassicast, e eu em geral não comento (exceto no ReloadingBR). Mas sempre gostei da sinergia de vocês.

    Uma coisa que detesto, geralmente, é de podcasts que tenham mulheres como participantes — pois em geral falam só abobrinhas e/ou desfocam o assunto do cast, ou ainda querem parecer que sua opinião seja a mais importante dentre os participantes. Sempre tenho esse filtro preconceituoso, o Jurassicast fez dele mais flexível (e passei a escutar outros casts com meninas). Sou machista? Foda-se!

    Eu queria escrever mais coisas pra vocês nesse comentário, desejar o melhor e tals. Mas quero resumir ao máximo, não levem opinião polarizada de internet (apesar dessas opiniões estarem super presentes no mundo real) tão a sério — pois esses cavaleiros brancos são seres tão tóxicos, que não são felizes nem com eles mesmos, e pra eles é sempre o outro (e vai chegar uma hora em que a ficha vai cair).

    • Catena Hernandez. Nada demodê.

      kkkkkkkkkkkk… Que coisa, não?

  • João Marcos Silva

    Gentilmente quero pedir que aqueles que hatearam Calavera vão tomar…
    Realmente lamentável que coisas assim pudessem provocar o fechamento do site. Sempre vão estar no meu coração Jurasssicast forever

  • Rapaziada do Jurassicast que doloroso foi ouvir esse programa, já que a sensação de estar se despedindo de um amigo que não vai se ver nunca mais, dói tão forte no fundo da alma, que mesmo não estando chorando lágrimas nesse momento sinto que não poder ouvi-los aqui vai ser uma ferida que nem tão cedo irá cicatrizar.

  • Lucas Dias

    Como sempre.. a galera só aparece pra falar bem quando o “cara” morre… kkkkkkkkkk cade esses comentários todos em outros programas??
    Bom.. como vcs vão continuar, beleza… mas ficar puto por causa de mimimi e hater…. é coisa de menino. kkkkkkkkkkk Sucesso

  • Júnior Souza

    Só consegui ouvir hoje o programa.
    É uma pena.
    Semana passada mesmo comentei com a patroa sobre este ser o melhor podcast que eu já ouvi.
    E como conheci vcs tem pouco tempo, ainda tenho muito a ouvir.
    Notadamente o “crianças viadas” e o “guerra civil” me fizeram rir de chorar.
    Abraços.

  • Fabiano de Luna

    Vou sentir falta do Calaveira,
    Fico triste por nunca ter mandado um e-mail para ele, dizendo o quanto o Jurassicast me ajudou e foi um dos maiores motivos para a melhora quanto a depressão e início de anorexia.
    Ouvi-los sempre melhorava meu emocional e nunca me sentia sozinho, cada risada que eu dava pelas suas piadas era um degrau a mais rumo a minha melhora.
    Obrigado por tudo Calaveira, você fará muita falta.

  • Lucas Santana

    Não ouvi ainda, mas venho dizer como foram importantes para mim e agradecer por tudo. Muito obrigado e ótimo trabalho!

  • Mindingo Iluminatti

    Triste ver como muitas pessoas hoje em dia, assim como o Calavera, escolhem ser fósseis sociais. O mundo muda, man.
    No mais, desejo sorte aos que continuam no projeto. Havia desistido de assinar o feed, mas assinarei novamente assim que lançarem o novo. Abraços!

    • Timothy Daltonico 2.0

      Sim, o mundo muda. E cada vez para melhor, né? Eu vejo no dia a dia. Cheio de pessoas como vc, pilares da justiça social que só sabem regurgitar um discursinho lindo de alguém que é “do povão”. Aham.

      • Mindingo Iluminatti

        Pior para quem? Pode estar ficando pior para vc, mas está ficando melhor para muita gente. E pode parar deste mimimi de “eu não posso mais ser preconceituoso em paz, buáááá!! Toda minha vida está baseada em me sentir superior aos outros, e agora tiram isso de mim, buáááá!” Engole o choro e assuma sua posição na história junto aos escravagistas e outros fósseis sociais. Criança criada a leite com pera e empinando pipa no ventilador do apê, bem como o Cavalera.

        • Timothy Daltonico 2.0

          kkkkkkkk.
          Gente do céu, isso tudo vc já decorou da cartilhinha ou fez alguma consulta? Já pode ganhar seu biscoitinho. Aliás, vai lá pedir, vai.

          Se a sua culpa é tão grande que vc quer compartilhar, problema seu. Mas vá onde te chamaram, pq até onde eu sei o podcast é dos caras, ninguém pediu sua presença ou por seus conselhos.

          • Mindingo Iluminatti

            A questão me importa porque faço parte das minorias, nascido pobre e na roça, tive de ser cinco vezes melhor do que os outros para chegar onde cheguei. Minha luta é que outros não precisem passar por isso, porque não é justo alguém ter de lutar contra a maré de filhinhos de papai como vc.
            E não sigo a cartilha, como professor universitário, faço parte daqueles que a constroem
            Se eles não querem sofrer crítica, que não produzam conteúdo público. Se não aguenta e não consegue argumentar, nem repensar seus valores, que peça para sair, assim como o fez o Calavera.
            vc é tão raso de lógica que usa o argumento de não criticar a opinião de outrém e vem aqui no meu post fazer a mesma coisa. Ora, pior que o cara ser babaca é ter um monte de puxa-sacos minions mais babacas ainda. Seja mais e desgrude um pouco do saco dos cara, senão o pobre não consegue nem realizar as funções fisiológicas adequadamente, o que, por sua vez, pode explicar o azedume. Pare de ler textos mastigados e mal digeridos de astrólogos e se arrisque a pensar por si. Sei que deve doer, mas tente, vais ver que a ignorância não é tão boa assim.

          • Timothy Daltonico 2.0

            Ah, vc é personagem. Desculpe, eu quase te levei a sério. kkkk. Mas até que está fazendo bem, me diverte.

          • Mindingo Iluminatti

            Buenas, que bom que te diverti. boa ação do dia. kkkkk. Até!

    • Alan Gonçalves

      Sim, o mundo muda, mas nem sempre para melhor e isto a história já mostrou muitas vezes através de governos, guerras e ideologias. Você é só mais um em meio a manada cega, não pense que seu pensamento é tão superior ao daqueles que você chama de “fósseis sociais”.

      • Mindingo Iluminatti

        ôu, criança, quando falo que o mundo muda, e que certas posições assumidas pelos indivíduos os transformam em fósseis sociais, estou me referindo à inegável ampliação de nosso universo moral, pelo menos no mundo ocidental (do qual, olha só que surpresa para vc, fazemos parte!). O que antes era moralmente aceitável, como a escravidão, já não é mais. Outro exemplo: tenho mais liberdade de ser ateu hoje do que tinha nos anos oitenta.

        Como são vistas hoje as pessoas que defendiam a escravidão, pequeno gafanhoto?

        As minorias representativas estão tendo cada vez mais voz para dizer o que as incomoda e esta tendência é clara, se se analisa a história ocidental de forma ampla.
        Então, pequena criança, vais ter de lidar sim com mais diversidade, com mais igualdade de direitos. Vais ter de te defrontar com a análise dos teus preconceitos e dos teus privilégios e, caso não sejas de opinião monolítica, o que te habilitaria à pecha de fóssil social, talvez consigas crescer como pessoa.

        Não significa concordar com tudo que falam, mas ter o mínimo respeito e nobreza de entender que o outro fala de um lugar que te é inerentemente inacessível por experiência, e que, portanto, a régua que usas para medir a si mesmo pode ser muito pequena para medir outrem.
        No mínimo, ganhas em conhecimento, caso tenhas espírito curioso e pouco receoso das dores do livre pensar.

        Vai ter ateu podendo ser ateu sim; as pessoas poderão se amar da forma que quiserem sim; vão haver mulheres e negros e índios tendo direitos iguais sim e mais, podendo jogar nas nossas caras quando isso não acontecer.

        Pelo que entendi das tuas posições, fazes parte de uma geração mimizenta que não aguenta ter seus privilégios questionados. Esta mesma geração que será questionada pelos descendentes pelas posições racistas, machistas, homofóbicas e intolerantes com a diferença, tais como o foram os escravagistas. Fósseis sociais, portanto.

        A reação à mudança sempre vai existir e recrudesce a cada onda mais intensa de liberdade e igualdade de direitos (exatamente por isso os que assim reagem são chamados de reacionários), mas no cômpito de tempo mais amplo da história, os que se engajam nesta reação são marcados principalmente pelas opiniões burras, já que as exacerbam e a elas se agarram de forma monolítica, que é o que o Cavalera já fez em vários episódios.

        Se escolhes este lado, problema teu. Largar as certezas é duro, sei, e por isso entendo os que são intelectualmente covardes para tentar entender o novo.

        • Alan Gonçalves

          Como um bom ignorante, você é mais um que trata como criança qualquer um que discorde da sua opinião, é ridículo como a sensação de superioridade é tão presente aqui. Texto lindo, porém inútil; Talvez (pelo seu posicionamento) você não tenha entendido o que falei, em momento algum repudiei escolhas pessoais alheias, mas disse que novas posições, ideias e mudanças nem sempre significam evolução moral (e adivinha! Governos, guerras e ideologias são frutos da expansão moral).
          Há sim boas posições assumidas pela sociedade? Óbvio! Como acha que a sociedade evoluiu?! Mas é importante levar consideração a notável possibilidade de que nem toda nova ideia será válida ou agregará algo bom ao indivíduo. Não repudiei a diversidade, a igualdade, nem os privilégios, mas repudio a falta de bom senso à ponto de não distinguirem comentários aleatórios ou sarcásticos, de discurso de ódio.

          É interessante sua contradição ao citar a necessidade de respeito e compreensão à opinião de outro, sendo que pelo visto, rotular o próximo é seu forte não? E nem sequer cogitou a possibilidade de não tentar impor sua visão ao invés de discuti-la (ou pelo menos não chamar de “burra” qualquer visão diferente), mas isso não importa, já que claramente não possui a capacidade de questionar tuas posições (apenas as alheias que divergem delas).
          E utilizando das tuas palavras: “Largar as certezas é duro, sei, e por isso entendo os que são intelectualmente covardes para tentar” não se conformar com tudo que é novo.

          • Mindingo Iluminatti

            Bom, a gente somente consegue avançar no entendimento do outro quando temos mais elementos. Bom saber que tens a capacidade de ler e argumentar adequadamente, inclusive apontando o que consideras inconsistências do discurso. Fui preconceituoso ao te pensar como criança mimizenta? sim, fui. Mas o primeiro passo para vencermos preconceitos, pelo menos na minha experiência, não é negar que os tenhamos, mas encará-los e tentar superá-los.

            Sobre opinião “burra”, não falei que a tua assim se configurava. Estava falando das opiniões de pessoas que assim são julgadas por se colocarem contra a igualdade de direitos. A provocação que fiz é que, se escolhes este tipo de posicionamento, te arriscas a se juntar a aqueles na sarjeta da história. Pelo que escrevestes, não é um lugar que te agrada, então já valeu a provocação.

            A principal trincheira do reacionarismo atual parece ser a do sarcasmo, da piada, muito utilizada por pessoas como o Danilo Gentili, por exemplo, e na qual o Cavalera se escondeu muitas vezes, generalizando todas as críticas sob o rótulo do “haterismo”.
            É mais fácil construir o espantalho e bater nele do que encarar e discutir com honestidade as críticas. O que o Cavalera fez foi fugir do espantalho que ele mesmo construiu. Quem produz conteúdo público está exposto às críticas. Se elas são em grande quantidade, penso que a pessoa deveria no mínimo aventar a hipótese de que ela está sendo ofensiva. Se o cara não está disposto a repensar suas opiniões, melhor mesmo que saia do projeto.

            Quantas vezes eu ouvi que “o Cavalera é assim mesmo e não vai mudar”, dito pelos membros do podcast. Fazer o que então?

            Buenas, agora preciso desfazer o meu mocó e tentar um prato de comida ali, enquanto penso em estratégias de dominação mundial juntamente com meus companheiros mendigos.

  • Joshua Hellman

    Putz, mal comecei a acompanhar o trabalho de vocês e acaba? Enfim boa sorte com os novos projetos.

  • Kzduardo Oliveira

    Sou grande fã de vocês , apesar de comentar pouco, não enviar emails, enfim.. consumo Podcasts desde 2009 e conheci vocês através do Radiofobia, não lembro a data ao certo , mas foi no episódio do Ultimo Dragão que os ouvi pela primeira vez. Por ironia , continuei acompanhando o Jurassicast e deixei o Radiofobia de lado , pois sou aficionado por filmes anos 80/90 de “Sessão da Tarde” . O Jurassicast é meu segundo podcast favorito, numa gama de vários outros que escuto.

    Engraçado que essa semana, que estou ouvindo a despedida do Calavera , e o fim do Jurassicast , estava fazendo uma maratona de Lives no Youtube. Como era engraçado, como era bom rir com vocês. Que pena não poder acompanhar mais os demais filmes da Canon com as piadas ácidas do Calavera.. Parece que perdi um amigo com sua saída, pois apesar de seu humor, que vezes era meio pesado , eu não me ofendia de nenhuma maneira.

    Boa sorte Rodrigo, nos seus projetos. Brunão , Miotti, Melina e Iasmin, sigam em frente nessa jornada. Vou acompanhar vocês sempre que possível. Adeus Jurassicast… não , adeus não.. Viva a viagem!

  • Presidente Exumador

    Tchau Kiridu.

  • Paulo Roberto Galliac

    Lamento o fim desse podcast e já estou acompanho no novo site. Eu tenho acompanho há mais de um ano e não gosto de postar muito aqui. Entendo que tem muita reclamação já que tentam evocar e muito o passado. Eu sou também um saudosista, mas isso é também parte do ciclo da vida. Meus pais e avós viviam uma outra época com outros valores e muitos desses eram errados assim como dos país e avós deles. Logo se pode chegar a uma época que era aceitável até ter um escravo. Entenderam? Logo as vezes tem muito um apelo em piadas machistas, homofóbicas e até de cunho racista. Para ser sincero sempre me incomodou, mas mesmo assim eu gostava do podcast para ouvir. Todavia existe sim as vezes o apelo dos extremos de ambos os envolvidos.

    Mas o mundo muda e comportamentos também. O que me lembra o excelente filme “Pleasantville A Vida Em Preto e Branco”. Se antes uma mulher era malvista solteira e com filhos hoje já não é mais assim. Assim como um homem que fica em casa e cuida da casa e dos filhos. Espero que entendam isso e não me vejam como inimigo nessa internet de “época dos extremos”. Desejo sucesso e apenas tenham em mente que as vezes não é reclamação vá de “politicamente correto” e sim o mundo mudando constantemente. Não vivemos em uma série de TV 1950 imutável.

  • Eduardo Ritalino

    Uma pena que o podcast vai acabar dessa forma, por um motivo desses, daqui um tempo não restará mais nada…

  • Lucas Da Silva Biava

    Também a publicidade do Ben Hur nunca mais sai desse site.

  • Nabeshin

    Vou sentir falta desse podcast machista misógino opressor

  • Karen

    putz, não acredito que um bando de mimizentos xexelentos conseguiram tirar o Calavera da internet….estas feminazis nojentas e peludas com visão de mundo doentio não representam as mulheres bem resolvidas, que encaram a vida sem vitimismo, mas enfrentando dificuldades que todos passam, inclusive homens, embora possam ser diferentes muitas vezes.
    O Calavera é uma das raras pessoas na rede que são autênticas, não foram contaminadas pela hipocrisia da sociedade politicamente correta com uma ideologia que destruiu todo o bom senso da humanidade. E vai fazer falta. Óbvio que nem sempre concordo com ele, mas caramba, que bom! Se não conseguem lidar com visões diferentes, se matem!
    Comecei ouvir o podcast há pouco tempo e vinha ouvindo aleatoriamente quando percebi que tinha sido encerrado e descobri o porquê…uma grande pena.

  • Johann Morais

    Cara, nem ouvi direito o episódio, mas só com essa música de senhor dos anéis já deu um nó na garganta.
    Eu estou afastado desse mundo de podcasts há anos. Acho que desde a época do segundo hobbit eu não ouço mais podcast, e hoje me deu saudades do Jurassicast e resolvi voltar para cá e me deparo com isso.
    O Jurassicast foi o podcast que me fez gostar de podcasts, o podcast que me fez assistir pela primeira vez senhor dos anéis, que me motivou a ter meu próprio podcast (inclusive calavera gravou um áudio para um ep nosso), foi o cast que me fez conhecer DOCTOR WHO que virou minha série favorita, enfim foi o podcast mais importante na minha vida enquanto eu consumi esse produto e eu fico imensamente triste em saber desse fim.
    Vcs pra sempre estarão marcados na minha vida pois preencheram um momento muito importante e feliz dela.

  • Pingback: Podcast - QueIssoAssim? | Jurassicast()